Notícias do Município de Três Barras

Três Barras é 1° lugar regional na vacinação contra a gripe e sarampo

Saúde
Três Barras é 1° lugar regional na vacinação contra a gripe e sarampo


Entre as 13 cidades que integram a Associação dos Municípios do Planalto Norte (AMPLANORTE), Três Barras foi quem obteve o 1° lugar na campanha de vacinação contra a influenza (gripe) e sarampo.

Foram 9.394 doses aplicadas contra gripe, o que garantiu uma cobertura vacinal de 120,50% da população pertencente aos grupos prioritários. A meta nacional era imunizar 90% do público alvo.

O cálculo divulgado pela Gerência Regional de Saúde, com sede em Mafra, é referente ao período que antecedeu a liberação do imunizante para todas as pessoas acima de 06 meses de idade, a partir do começo do mês de junho.

De acordo com o Ministério da Saúde, que tem como base dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o público alvo inicial seria de 7.766 pessoas, entre crianças de 06 meses a menores de 05 anos, trabalhadores da saúde, gestantes, puérperas, indígenas, idosos acima de 60 anos, professores, caminhoneiros, comorbidades, profissionais das forças armadas, de segurança e salvamento, população privada de liberdade e trabalhadores de transporte e portuários.

Três Barras também foi destaque na vacinação contra o sarampo, imunizando 396 trabalhadores da saúde, o que permitiu uma cobertura de 90,83%; e outras 1.659 crianças de 06 meses a menores de 05 anos, garantindo assim 109,50% de cobertura deste público.

Para a enfermeira Kátia Reis, responsável pelo setor de imunizações da Vigilância Epidemiológica Municipal, o sucesso nas campanhas é fruto do empenho e dedicação das equipes técnicas e de atenção básicas em saúde durante toda a mobilização.

“Nossas profissionais de saúde não pouparam esforços para, inclusive, trabalhar fora do expediente normal, e em horários estendidos de vacinação para poder atender o maior número de pessoas possível. Vale ressaltar, também, que a população atendeu aos nossos chamamentos e veio se imunizar”, observou a enfermeira.  

O Ministério da Saúde estipulava 95% como meta de cobertura na campanha contra a doença. “Somando os dois públicos alvos, encerramos com 100,16% de vacinados, ou seja, mais de 5% acima da meta nacional”, explicou Kátia.

 

Publicado por: Assessoria de Comunicação

Veja algumas fotos desta notícia


Veja mais notícias


Encaminhe suas reclamações, denúncias, solicitações e sugestões.
Tire suas dúvidas. Acesse a ouvidoria Municipal